Atenção: crimes de estelionato evolvendo golpe digital aumentam em 51,79%!

Você sabia que houve um aumento nos crimes de estelionato em 51,79 % em comparação ao mesmo período no ano de 2020 somente no estado do Rio grande do Sul? Exatamente! Esses dados alarmantes foram divulgados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) e nós precisamos fazer algo para diminuir esses números.

“Mãe, tive um imprevisto, a sra pode fazer um PIX no valor de R$1.200,00? A chave do pix é XYZ”, essa tem se tornado um tipo de mensagem frequente em muitos WhatsApp pelo Brasil. Não só filho pedindo dinheiro, mas há, até mesmo, pedido de dinheiro por alguém se passando por um colega de trabalho, por exemplo.

Golpe do WhatsApp, golpe do Auxílio Emergencial, golpe do nude, golpe do sorteio no Instagram, são inúmeros os nomes dados para os golpes realizados utilizando pela internet.

Todo mundo conhece alguém que, se não caiu em um golpe, foi vítima de ao menos uma tentativa de golpe.

Ultimamente, é muito comum ouvir falar do golpe do Whats App, por exemplo, em que alguém, utilizando uma foto de um conhecido seu, envia uma mensagem pelo WhatsApp, com outro número que não o do seu conhecido, e pede dinheiro emprestado em nome dessa pessoa conhecida.

As pesquisas demonstram que uma das formas dos golpistas terem acesso a fotos e rede de amigos da vítima, é por meio das redes sociais abertas, por isso é muito importante que se esteja atento a pedidos de dinheiro pelo WhatsApp, ao que é compartilhado em redes sociais, a links para sites, torpedos SMS que informam códigos.

No ano passado, muito se falou no golpe do nude, em que criminosos faziam perfis falsos, utilizando fotos e nome de mulheres e iniciavam uma amizade virtual com homens. As vítimas, após serem envolvidos no jogo de sedução, passavam a trocar nudes com os criminosos, e a partir daí começa a extorsão para que as fotos e conversas não sejam amplamente divulgadas. 

A Polícia está atenta aos casos e, inclusive, fez uma cartilha com dicas para a sociedade não cair em golpes digitais, como:

1. Não forneça seus dados pessoais para estranhos em ligações telefônicas, mensagens SMS ou WhatsApp;

2. Não clique em links de promoções e jamais repasse códigos recebidos no smartphone;

3. Não faça depósitos, transferências ou pagamentos sem antes identificar quem está solicitando a transferência. Lembre-se de observar sempre o nome para quem está sendo enviado o dinheiro antes de aprovar a transferência;

4. Desconfie de mensagens com assuntos apelativos, vá atrás da informação, solicite mais dados, pesquise na internet se não há outra pessoa compartilhando o recebimento de mensagens desse tipo;

5. Ative a verificação em duas etapas na conta do WhatApp.

Se for vítima de algum golpe ou de tentativa de golpe:

1. Entre em contato com o banco que recebeu a transferência por meio dos dados do comprovante da transferência realizada;

2. Procure a polícia e registre a ocorrência. A Polícia tem atuado de forma a mapear a forma e onde esse tipo de golpe tem ocorrido e isso pode vir a ajudar na prisão de criminosos, na recuperação dos valores despendidos pelas vítimas e principalmente ajudar que novas pessoas não caiam nesses golpes;

3. Consulte um advogado para analisar a possibilidade de uma ação judicial.

🗣 Na LIVE de hoje no nosso instagram @liniepandolfi, @julorenzibasso recebe, às 18h30, o delegado de Polícia do @deicrsoficial (Departamento Estadual de Investigações Criminais), @andre_anicet, para um bate papo sobre formas de prevenção aos golpes digitais.

Te esperamos lá!

Your cart
    Checkout