lp-maio-imagem-para-texto-civel-post-10-dra-juliane-lipp
by Lini & Pandolfi

Planejamento sucessório é o registro legal da forma de distribuição do patrimônio. Sem ele, muitas vezes, o resultado do esforço e dedicação de uma vida inteira de trabalho, de hábitos financeiros saudáveis e de investimentos certos, podem acabar se perdendo, seja pela burocracia das leis brasileiras, seja pelo despreparo dos sucessores.

O planejamento sucessório é a forma como ocorrerá a sucessão do seu patrimônio, ou seja, por meio do planejamento sucessório será definido como a transferência do seu patrimônio será efetivada após o seu falecimento.

Neste processo de planejamento é que você vai definir os beneficiários de seu patrimônio e a porcentagem que caberá a cada um.

O planejamento sucessório é muito importante porque, por meio dele, você consegue deixar resolvidas questões financeiras diversas que, poderiam gerar inseguranças, irregularidades, riscos e conflitos entre os herdeiros. Além disso, o ato de planejar a sucessão de patrimônio preserva os recursos familiares e permite que todos os beneficiários sejam atendidos da forma como você estipular.

Esta programação é a melhor maneira para que os bens sejam partilhados do modo que pretender. Por meio desse processo é possível garantir a destinação racional dos bens e a sua preservação. Ainda, é possível evitar discussões e brigas, além de acelerar a liberação do patrimônio — considerando que um inventário poderá levar anos para ser completado, em casos de desacordo entre os herdeiros.

Optar pelo planejamento sucessório também pode ajudar a evitar custos que no procedimento de inventário são inevitáveis. Como, por exemplo, o Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD) sobre patrimônios doados. Esta alíquota varia conforme o estado do país e incide sobre a transmissão não onerosa de bens ou direitos, tal como ocorre na herança.

Existem diversas formas de encaminhar o seu planejamento sucessório. Acompanhem nossas publicações especiais sobre o tema, no blog e em nosso canal do YouTube. Acesse: http://bit.ly/2X7gJE4

 

Juliane Lipp
OAB/RS 54.655

Adicionar Comentário