Pente-Fino INSS: Como se preparar para não perder o benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio doença)

by Ana Julia Silva Saraiva in

Você já deve estar acompanhando que o INSS vai iniciar um pente-fino no mês de agosto e os principais benefícios a serem revisados serão os benefícios por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença). Como você deve se preparar para essa revisão?

Foi anunciado recentemente a nova operação “pente-fino” do INSS, ou seja, o INSS realizará a revisão dos benefícios previdenciários recebidos nos últimos meses pelos segurados. Segundo dados informados nos meios de comunicação a meta é que 170 mil brasileiros tenham o seu benefício revisado.

O que se sabe é que os benefícios por incapacidade temporária, antigo auxílio doença, sem data de encerramento fixada, bem como aqueles benefícios por incapacidade temporária sem pericia médica há mais de 6 meses, são os principais alvos de revisão pela autarquia.

Caso você tenha verificado que foi convocado para o pente-fino, não é necessário entrar em pânico, a convocação não significa que você perdeu o seu benefício, é importante que você, segurado, esteja apenas preparado para essa revisão:

1º - Ao receber o comunicado do INSS agende uma perícia médica no prazo de 30 dias pelo telefone (135) ou pelo Portal do MeuINSS. A falta de agendamento pode provocar a suspensão do benefício.

2º - Organize toda a documentação que comprove a incapacidade temporária. Isso engloba todos os exames, prontuários médicos, receituários que esclareçam o motivo pelo qual você não pode retornar para as suas atividades e por qual período deve permanecer afastado.

Organize a documentação da mais antiga para a mais recente, lembre-se que isso vai ajudar na hora em que o perito for analisar a documentação. Não leve documentos que nada tenham relação ao seu estado de saúde, o importante é que você tenha em mãos documentos que comprovem a doença nos últimos meses e a necessidade de afastamento pelos próximos meses.

É importante que os documentos que serão apresentados não possuam rasuras, tenham a assinatura e carimbo do médico, bem como o CID (Classificação Internacional de Doenças).

Caso após a revisão o INSS cesse o benefício, procure um advogado especialista na área previdenciária, a negativa pode ser questionada por meio de processo judicial. Em caso de ganho no processo judicial você receberá de forma retroativa todos os valores desde a suspensão do benefício.

Lembre-se: você deve manter os seus dados atualizados para receber qualquer notificação do INSS, pois caso você não seja localizado a notificação se dará igualmente por edital e você corre o risco de ter o benefício suspenso.

Fique atento para que seu benefício não seja suspenso, se não puder se deslocar comunique o fato a um atendente pelo 135 e procure um especialista na área previdenciária para te auxiliar.

Em caso de dúvidas quanto aos seus benefícios previdenciários, nos envie uma mensagem.

Leia também:

Como verificar se o INSS tem registrado todos os períodos em que trabalhei/contribuí?

Até quando você vai esperar para revisar a sua aposentadoria?

5 prejuízos ao trabalhador pelo salário pago “por fora”

Your cart